Localmente conhecida como “Pedra da Orca”, este sepulcro neolítico é um dos mais emblemáticos da Beira Alta e até um dos mais conhecidos a nível mundial.

Na verdade, os vestígios aqui encontrados são tão importantes que estão expostos no Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa. Trata-se de um dólmen de nove esteios e um longo corredor, com mais de sete metros de comprimento. No entanto, a sua importância advém, essencialmente, das pinturas a vermelho conservadas no seu interior, com destaque para a “cena de caça”, exemplar único no contexto funerário pré-histórico.

  • Entrada Gratuita
  • Acesso Livre
  • Condições de acesso - Caminho rural
  • Estado de conservação - Bom
  • Classificação - MN - Monumento Nacional