O Dólmen I de Carapito é o maior dólmen da Beira Alta e encontra-se integrado numa necrópole juntamente com mais três monumentos. Este dólmen possui uma câmara simples de planta poligonal ligeiramente alongada com nove esteios em granito.

Também conhecido como “Casa da Moura” este dólmen encontra-se relacionado a uma lenda que alimenta o imaginário da população local. É possível, ainda hoje, ouvirem-se pessoas mais idosas na aldeia do Carapito dizerem que quando eram crianças, acreditavam que se escondia ali uma moura, e que com curiosidade, iam espreitá-la.